Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.uema.br/jspui/handle/123456789/748
Título: Efeito de um sistema de um cultivo em aleias em diferentes consórcios de leguminosas arbóreas sobre grupos de artrópodes.
Autor(es): Oliveira, Natália Nicolle Furtado Costa de
Palavras-chave: Artrópodes
Leguminosas
Aleia
Data do documento: 20-Abr-2013
Editor: UEMA
Resumo: A macrofauna edáfica exerce importante função na transformação da matéria orgânica adicionada pela poda das leguminosas arbóreas em sistemas agroflorestais. Este trabalho objetivou avaliar a influência do manejo agroflorestal em uma unidade demonstrativa de SAF’s sobre a macrofauna edáfica, identificando a ocorrência dos seus principais grupos taxonômicos na fazenda escola da UEMA, São Luís/MA. O sistema Agroflorestal (SAF’s) em estudo foi composto de leguminosas arbóreas resultando nos seguintes tratamentos: T1: controle; T2. Ingá (Inga edulis Mart.); T3. Sombreiro (Clitoria fairchildiana R.A. Howard); T4. Leucena (Leucaena leucocephala (Lam.) R. de Wit.), T5. Ingá + Sombreiro, T6. Ingá + Leucena e T7. Sombreiro + Leucena e a cultura de ciclo curto abóbora (Cucúrbita) que foi implantada nas ruas do sistema agroflorestal, no período compreendido entre abril à dezembro de 2011. Para a coleta dos artrópodes foram instaladas 10 armadilhas do tipo “Pitfall” por tratamento, distribuídas em zig-zag, entre as plantas de abóbora. Essas armadilhas foram constituídas de copos plásticos de 500ml, contendo 400ml de água. As armadilhas foram mantidas em campo por 48 horas, repetindo-se o procedimento a cada 15 dias, durante nove meses. Foram encontrados um total de 16.485 indivíduos, sendo que o tratamento T6 (Ingá + Leucena) foi à combinação que apresentou maior número de artrópodes durante o período de estudo (3.894 indivíduos), seguido do tratamento T7 (sombreiro + leucena) com 2.825 indivíduos. O uso de plantas de cobertura no sistema de plantio direto proporciona condições para a recomposição da comunidade de macrofauna invertebrada do solo implicando em benefícios para a reposição nutritiva do solo. As leguminosas, além de contribuírem para o enriquecimento da macrofauna do solo, representam alternativas promissoras para um bom manejo dos cultivos e para a melhoria da fertilidade do solo.
Descrição: 66 f. Dissertação (Mestrado em Agroecologia) - Universidade Estadual do Maranhão, São Luís, 2013.Orientador: Prof: Dr. Altamiro Ferraz Júnior.
URI: http://repositorio.uema.br/handle/123456789/748
Aparece nas coleções:MESTRADO EM AGROECOLOGIA

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Natália Nicolle Furtado Costa de Oliveira.pdf2.02 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.