Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.uema.br/jspui/handle/123456789/558
Título: Comportamento de vigas levementes armadas em concreto de alto desempenho
Autor(es): Hadade, Maria Ângela Simões
Palavras-chave: Cisalhamento
Cortante
Concreto de alto desempenho
Data do documento: 31-Jan-2008
Editor: UFPE
Resumo: Este trabalho apresenta os resultados dos ensaios com dez vigas de concreto armado de alto desempenho. Os modelos foram divididos em cinco séries, compostas por uma viga com e outra sem armadura transversal, para as quais se adotou como variável a resistência à compressão do concreto entre 50 e 90 MPa. Uma das séries contou exclusivamente com a armadura de tração. Todas as vigas foram dimensionadas para romper por cisalhamento, eram biapoiadas e submetidas a duas cargas concentradas verticais em posições simétricas, incrementadas até o rompimento. Todos os protótipos, exceto V90-1 que teve a/d=3,7, tiveram ram a d = 3,1. Apesar da crescente utilização do CAD no Brasil, a NBR 6118/03 somente regulamenta concretos com resistência abaixo de 50 MPa. Não obstante ao grande número de pesquisas, cujo tema é a capacidade resistente de cisalhamento do concreto, ainda existe muita discórdia com referência aos mecanismos que governam o cortante neste material. Daí a necessidade de maiores investigações quanto ao comportamento de estruturas de concreto com resistências à compressão superiores ao limite da norma brasileira, para melhor conhecê-las e otimizar o seu uso. O principal objetivo deste trabalho consistiu na verificação da influência da resistência à compressão do concreto no comportamento destas vigas. As influências investigadas concentraram-se especialmente: na resistência ao cortante; reserva de resistência ao cisalhamento; deformação do concreto, ductilidade; rigidez; padrão de fissuração ; modo de ruptura, armadura transversal, e abertura de fissuras. Pelos resultados obtidos pode-se concluir que o aumento da resistência à compressão influencia favoravelmente a resistência ao cortante, a rigidez e a deformação do concreto e desfavoravelmente a abertura de fissuras e a taxa de armadura transversal.
Descrição: 152 f.Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.Orientador: Prof. Dr. José Inácio de Souza Leão Ávila 
URI: http://repositorio.uema.br/handle/123456789/558
Aparece nas coleções:MESTRADO EM ENGENHARIA CIVIL

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Maria angela simôes hadade.pdf3.26 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.