Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.uema.br/jspui/handle/123456789/443
Título: Nodulação do caupi (Vigna unguiculata) e eficiência da comunidade nativa de bactérias diazotioficas de áreas de agricultura familiar no centro-norte maranhense.
Autor(es): Silva, Tercia Cristina dos Reis
Palavras-chave: Nitrogênio
Rizóbio
Comunidade nativa
Fixação biológica
Manejo do solo
Data do documento: 2011
Editor: UEMA
Resumo: Dentre as inúmeras espécies leguminosas que se beneficiam naturalmente da fixação biológica do nitrogênio (FBN), o feijão caupí (Vigna unguiculata (L.) Walp) tem merecido atenção, pois é largamente cultivado nas regiões norte e nordeste, devido sua boa adaptação as condições edafoclimáticas, além de ser essencial de segurança alimentar e fonte de renda para a agricultura familiar. O objetivo deste trabalho foi estudar comunidades nativas de bactérias fixadoras de nitrogênio em simbiose com o feijão caupi, provenientes de áreas de agricultura familiar sob distintos manejos de solos, no centro-norte maranhense. As áreas amostradas foram: Sistema de corte e queima; área com aração e gradagem de um ARGISSOLO PETROPLINTICO; plantio direto com leguminosa Clitoria fairchildiana (sombreiro); Aléias de leguminosa C. fairchildiana com seis anos de implantação; Pastagem de Brachiária brizantha em processo de degradação; Área com vegetação nativa de capoeira como referência e em casa de vegetação duas testemunhas (nitrogenada e absoluta). Houve ocorrência de rizóbios em todos os tratamentos. No entanto, os tratamentos aléias e plantio direto foram mais eficientes em abrigar uma comunidade de rizóbios compatível mais eficiente para o crescimento da cultura, superior até á testemunha nitrogenada. A biomassa seca do caupi variou de 7,1 g planta-1 no sistema em aléias com 6 anos de implatação a 0,7 planta-1 na testemunha Sem-N. A menor produção de biomassa seca, sob efeito da inoculação, foi verificado com bactérias oriundas da capoeira (2,06 g planta-1 ). Um total de 76 isolados nativos foram obtidos dos diferentes sistemas de uso do solo, com a grande maioria apresentando crescimento lento. Quanto aos fatores abióticos (pH, NaCl e temperatura) os isolados obtidos apresentaram comportamentos muito parecidos. Já para a caracterização genotípica das bactérias foi observada alta diversidade dos isolados e ausência de similaridade dos isolados nativos e os padrões utilizados. As estirpes nativas das áreas estudadas promoveram nodulação no caupi confirmando a promiscuidade da cultura. O sistema em 31 aléias foi capaz de estimular e abrigar uma comunidade de rizóbios mais eficiente em promover o crescimento do caupi quando relacionado com as outras áreas estudadas.
Descrição: 62 f.Dissertação (Mestrado em Agroecologia) - Universidade Estadual do Maranhão,São Luís,2011.Orientador: Prof.Dr.Guillaume Xavier Rousseau.
URI: http://repositorio.uema.br/handle/123456789/443
Aparece nas coleções:MESTRADO EM AGROECOLOGIA

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TÉRCIA CRISTINA DOS REIS SILVA.pdf663 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.