Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.uema.br/jspui/handle/123456789/280
Título: Diagnostico de leptospira spp.utilizando as tecnicas de soroaglutinação microscopica e imunohistoquimica
Autor(es): Coelho, Erico Lawrence Milen
Palavras-chave: Bovinos
Anticorpos
Hadjo
Leptospirose
Data do documento: 22-Jun-2011
Editor: UEMA
Resumo: A Leptospirose possui distribuição mundial e é considerada uma das principais doenças de bovinos. A doença é responsável por perdas econômicas tanto na esfera produtiva como reprodutiva. Deste modo, a pesquisa foi realizada, com o objetivo de diagnosticar Leptospira spp. em bovinos abatidos em matadourosfrigoríficos no município de São Luís - MA. Amostras de soro sanguíneo e tecido placentário de 100 fêmeas bovinas não vacinadas contra leptospirose foram analisados por meio das técnicas de Soroaglutinação Microscópica (SAM) e Imunohistoquímica (IHQ). O estudo foi realizado em 03 matadouros-frigoríficos sob Inspeção Municipal. As amostras sanguíneas e tecido placentário foram coletados de fêmeas sem sinais clínicos de leptospirose com idade superior a 24 meses. Das 100 amostras de soros analisadas, 64% (n=64) foram positivas, com títulos iguais ou superiores a 1:200, e 36% (n=36) negativas para todos os sorovares testados. Dos 24 sorovares testados os mais freqüentes em ordem decrescente foram: Hadjo, Grippotyphosa e Wolffi. Das 100 amostras de tecido placentário analisados pela técnica de Imunohistoquímica, 40% (n=40), foram positivas. Foram consideradas reações positivas a presença de material filamentar granular ou homogêneo, com coloração marrom, distribuídos difusamente no tecido placentário, com marcação de diferentes tipos celulares. Os valores de sensibilidade e especificidade para a técnica de IHQ foram de 16% e 17%, respectivamente, com diferença estatística significativa (P<0.05) entre as técnicas. O nível de concordância entre as técnicas SAM e IHQ foi inferior a 0.20, evidenciando grau desprezível de concordância. A frequência de anticorpos antiLeptospira spp. em bovinos abatidos em matadouros-frigoríficos no município de São Luís - MA foi elevado, com a confirmação do agente etiológico em 40% das amostras. Esses achados indicam a necessidade da realização de diagnóstico sistemático e monitoramento dos rebanhos, além da implantação de medidas de controle e profilaxia, como remoção gradual de animais infectados, realização de quarentena ao ingresso de novos animais nas propriedades, realização de exames sorológicos, vacinações e implementação de boas práticas higiênicas nos matadouros-frigoríficos.
Descrição: 55 f.Dissertação (Mestrado) – Curso de Medicina Veterinária, Universidade Estadual do Maranhão,São Luís,2011.Orientador: Profa .Dr. Ana Lúcia Abreu Silva
URI: http://repositorio.uema.br/handle/123456789/280
Aparece nas coleções:MESTRADO EM CIÊNCIA ANIMAL

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
erico lawrence.pdf450.38 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.