Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.uema.br/jspui/handle/123456789/1224
Título: Entre riscos e rabiscos: o desenho infantil para aquisição da escrita de estudantes com Síndrome de Down
Autor(es): Pinheiro, Ângela Jackeline de Souza
Palavras-chave: Síndrome de Down
Desenho
Escrita
Data do documento: 2019
Resumo: Este estudo monográfico busca entre riscos e rabiscos olhar como o desenho infantil favorece a aquisição da escrita de estudantes com Síndrome de Down. O estudo se propõe compreender como se dá o processo de desenvolvimento grafomotor, pré-escrita e escrita de estudantes com Síndrome de Down. Esta pesquisa é de natureza qualitativa, de caráter exploratório, na qual se baseou em estudos do Movimento Down (2019); em teóricos como Maria Aranha (2001), Brasil (2008), Jean Piaget (1969), contando com a participação das professoras da classe comum e da sala de recurso multifuncional, das famílias dos estudantes, e da diretora da UEB. Sabe-se que a Síndrome de Down é uma anomalia genética, ocasionada no cromossomo 21, que por sua vez, afeta a vida de pessoas de forma específica e em grande proporção. Por conta disso, a aprendizagem de pessoas com Síndrome de Down associada pode se dar de forma gradativa, mas com intervenções adequadas este processo pode se aperfeiçoar gradativamente, onde aos poucos se estabelece por meio de estímulos. Para tanto, utilizar novos métodos que complemente esse processo de formação, podem ser considerados válidos para o ensino e aprendizagem destes estudantes, visto que o desenho não é uma forma de expressão no qual, toda criança em sua fase inicial de contato com o papel pode realizar, de forma positiva e espontânea, partindo dos riscos, rabiscos, desenho até resultar na escrita em nível complexo. Trabalhar com a temática sobre como o desenho favorece e auxilia o desenvolvimento grafomotor promove a aquisição da pré-escrita e escrita de pessoas com Síndrome de Down. Não é uma simples tarefa. Quanto a isso, os resultados desta pesquisa demonstram que apesar da lentidão, o desenvolvimento da escrita de estudantes com SD é feito da mesma forma, partindo inicialmente da ação de desenhar.
Descrição: 106 f. Monografia (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Maranhão, São Luís, 2019. Orientadora: Profa. Ma. Priscila de Sousa Barbosa Castelo Branco.
URI: http://repositorio.uema.br/handle/123456789/1224
Aparece nas coleções:MONOGRAFIAS DE PEDAGOGIA

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ANGELA JACKELINE DE SOUZA PINHEIRO.pdf1.55 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.