Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.uema.br/123456789/745
Title: Ecofisiologia de arbóreas utilizadas em revegetação de áreas antropizadas no ecótono cerrado/ Amazônia
Authors: Leonel, Léo Vieira.
Keywords: Recuperação
Antropizado
Fisiologia
Nucleação
Transição
Issue Date: 2017
Publisher: UEMA
Abstract: <p>Na busca por conforto e capital, o homem vem moldando o Planeta Terra conforme as suas necessidades, o que tem acarretado ao ambiente profundas mudan&ccedil;as ao longo do tempo, levando &agrave; degrada&ccedil;&atilde;o de muitos habitats e, com isso, a extin&ccedil;&atilde;o de esp&eacute;cies da fauna e flora. Por&eacute;m, nas &uacute;ltimas d&eacute;cadas tem-se buscado mitigar os danos causados frente &agrave; natureza, tornando suas a&ccedil;&otilde;es mais sustent&aacute;veis e, ao mesmo tempo, focando recuperar alguns desses habitats antes perturbados. Para recuperar esses ambientes, a t&eacute;cnica mais utilizada &eacute; a revegeta&ccedil;&atilde;o, pr&aacute;tica que consiste no plantio de esp&eacute;cies arb&oacute;reas, priorizando as esp&eacute;cies nativas da regi&atilde;o. No entanto, das muitas esp&eacute;cies utilizadas na recomposi&ccedil;&atilde;o florestal, algumas s&atilde;o de dif&iacute;cil adapta&ccedil;&atilde;o, o que ocasiona altas taxas de mortalidade. Pensando nessa problem&aacute;tica, a presente pesquisa teve por objetivo avaliar o comportamento ecofisiol&oacute;gico de arb&oacute;reas utilizadas em revegeta&ccedil;&atilde;o de &aacute;reas antropizadas no ec&oacute;tono Cerrado / Amaz&ocirc;nia. O experimento foi conduzido no munic&iacute;pio de Imperatriz, localizado na regi&atilde;o sul do Maranh&atilde;o. O delineamento experimental foi o fatorial 3 x 2 x 2, com 5 repeti&ccedil;&otilde;es. O experimento avaliou 3 fatores referentes &agrave;s esp&eacute;cies arb&oacute;reas (esp&eacute;cies pioneiras, secund&aacute;rias e cl&iacute;max), 2 fatores de plantio (Plantio com hidrogel e sem hidrogel) e 2 fatores relacionados &agrave; luz (plantio &agrave; pleno sol e &agrave; sombra). Foram instalados 32 n&uacute;cleos, cada n&uacute;cleo foi compostos por 3 mudas distribu&iacute;das nos diferentes grupos sucessionais. Foram utilizadas 96 mudas, dessas, 32 pioneiras, 32 secund&aacute;rias e 32 clim&aacute;cicas. Os par&acirc;metros ecofisiol&oacute;gicos avaliados no viveiro apresentaram diferen&ccedil;a estat&iacute;stica, sendo que os resultados est&atilde;o relacionados &agrave;s caracter&iacute;sticas individuais de cada esp&eacute;cie, pois, todas estavam sob as mesmas condi&ccedil;&otilde;es edafoclim&aacute;ticas. J&aacute; para os dados relacionados ao campo, os piores resultados foram observados na 3&ordm; avalia&ccedil;&atilde;o, o que pode ter sido influenciado pela baixa pluviometria ocorrida no per&iacute;odo. Dentre as esp&eacute;cies estudadas na pesquisa, a A. fraxinifolium foi a que apresentou a melhor plasticidade fenot&iacute;pica, o que proporcionou a sua adapta&ccedil;&atilde;o &agrave;s diferentes condi&ccedil;&otilde;es avaliadas. Em rela&ccedil;&atilde;o ao condicionante de solo, o seu uso foi mais eficaz para o desenvolvimento das mudas no per&iacute;odo de estiagem e nas &aacute;reas a pleno sol. A ecofisiologia se apresentou como uma excelente ferramenta na detec&ccedil;&atilde;o de poss&iacute;veis estresses ocasionada nas mudas quando expostas &agrave;s condi&ccedil;&otilde;es naturais de campo.</p>
Description: <p>98 f.</p><p>Disserta&ccedil;&atilde;o (Mestrado&nbsp;em Agroecologia) -Universidade Estadual do Maranh&atilde;o, S&atilde;o Lu&iacute;s, 2017.</p><p>Orientador: Prof. Dr. Fabr&iacute;cio de Oliveira Reis</p>
URI: http://repositorio.uema.br/123456789/745
Appears in Collections:MESTRADO EM AGROECOLOGIA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LÉO VIEIRA LEONEL.pdf2.87 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.