Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.uema.br/123456789/289
Title: Impactos do manejo do bacuri (Platonia insignis Mart.) na estrutura da vegetação de cerrado stricto sensu na reserva extrativista Chapada Limpa, Chapadinha/MA
Authors: Vivian do Carmo Loch
Keywords: Bacuri
Cerrado
Chapada limpa
conservação de recursos
Fitossociologia
Manejo
Issue Date: 15-Apr-2013
Publisher: UEMA
Abstract: A Reserva Extrativista (Resex) Chapada Limpa foi criada em 2007 visando a preservar a biodiversidade do cerrado e proteger populações locais que têm no extrativismo de bacuri uma de suas principais fontes de renda. O conhecimento sobre a composição e a estrutura das comunidades arbóreas de suas áreas de cerrado stricto sensu é incipiente e se faz necessário para melhor aproveitamento da floresta manejada e ampliação das possibilidades de geração de renda para os extrativistas. O objetivo deste trabalho foi caracterizar fitossociologicamente áreas de ocorrência de Platonia insignis Mart. na Resex Chapada Limpa, compreender de que forma suas comunidades interagem com os recursos ambientais onde vivem e como suas ações de manejo interferem na biodiversidade da Reserva. Para delimitar a amostragem, foram identificadas e georreferenciadas áreas de extrativismo de bacuri, estrategicamente divididas em quatro territórios: Juçaral, Chapada Limpa I, Chapada Limpa II e Chapada do Riachão. Para o levantamento fitossociológico, o método utilizado foi o de parcelas de 20 x 50 m como unidade amostral, distribuídas aleatoriamente, sendo 5 o número de parcelas em cada uma das 4 áreas, totalizando 2 ha de área inventariada. Todos os indivíduos vivos com diâmetro de base maior que 5 cm (D > 5 cm) foram medidos. Depois, foram calculados os parâmetros fitossociológicos – densidade, frequência, dominância e valor de importância. Os diâmetros e alturas das árvores de cada uma das áreas amostradas foram divididos em classes. O índice de diversidade foi calculado através da medida de Shannon-Wiener (H’). Foram listados nas áreas estudadas um total de 1090 indivíduos vivos, distribuídos em 21 famílias entre 52 espécies. Em relação à Porcentagem de Importância (PI), destacaram-se as famílias Vochysiaceae (30,59%), Fabaceae (24,47%), Clusiaceae (11,01%), Malpighiaceae (9,60%). O estudo identificou as espécies Platonia insignis, Qualea parviflora Mart., Vatairea macrocarpa (Benth.) Ducke e Stryphnodendron coriaceum Benth. como as mais importantes sob o aspecto ecológico. Na segunda parte da pesquisa, ocorreram as investigações etnobotânicas. Definiu-se trabalhar apenas com os povoados Chapada Limpa I, Chapada Limpa II e Juçaral. Foram entrevistados todos os extrativistas de bacuri dessas comunidades, através da técnica bola-de-neve, totalizando 34 informantes. As perguntas referiram-se a condições socioeconômicas, uso de recursos e manejo dos bacurizais, valendo-se de conversas informais, entrevistas semi-estruturadas e observação participante. Foram registradas 55 espécies citadas como úteis pelas famílias, verificando-se referências em maior número a bacuri, janaúba (Himatanthus drasticus), babaçu (Attalea speciosa), mangaba-brava (Lafoensia pacari), murici (Byrsonima sp), buriti (Mauritia flexuosa), candeia (Plathymenia reticulata), juçara (Euterpe oleracea) e sucupira (Bowdichia virgilioides). Outras espécies destacaram-se pelo potencial econômico em razão de sua abundância nas áreas estudadas (barbatimão (Stryphnodendron coriaceum) e janaúba). Bacuri, apesar de ser ofertado apenas quatro meses do ano, é a espécie mais importante economicamente para as famílias. 50% dos entrevistados afirmam coletar entre 51 a 100 frutos por dia, resultando em incremento mensal de R$ 750,00 na renda familiar. O bacuri é uma espécie muito importante para os moradores da Resex Chapada Limpa e isso se reflete na forma como manejam as áreas. Sugerese que a prática de coleta receba cuidados especiais e recomenda-se o desenvolvimento de estratégias de conservação e coleta sustentável.
Description: <p>104 f.</p><p>Dissertação (Mestrado) - Curso de Agroecologia, Universidade Estadual do Maranhão, São Luis, 2013 </p><p>Orientador: Profa. Dra. Francisca  Helena Muniz.</p>
URI: http://repositorio.uema.br/123456789/290
Appears in Collections:MESTRADO EM AGROECOLOGIA
MESTRADO EM AGROECOLOGIA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
VIVIAN DO CARMO LOCH.pdf3 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.