Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.uema.br/123456789/216
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorSilva, Ester Azevedo-
dc.date.accessioned2018-02-08T17:13:28Z-
dc.date.available2018-02-08T17:13:28Z-
dc.date.issued2007-03-08-
dc.identifier.urihttp://repositorio.uema.br/123456789/216-
dc.description<p>101 p. : il.</p><p>Tese (Doutorado em Agronomia) – Universidade Federal de Lavras, Lavras,2007.</p><p>Orientador: Prof. Dr. Paulo Rebelles Reis</p>pt_BR
dc.description.abstract<p>Existem poucas informações sobre a fauna de ácaros predadores em ambientes naturais brasileiros, adjacentes a agroecossistemas cafeeiros, bem como sobre a influência dessa vegetação vizinha como reservatório de ácaros predadores. O objetivo deste estudo foi avaliar a diversidade destes organismos em fragmentos florestais e cafeeiros adjacentes. Coletaram-se amostras das espécies florestais Calyptranthes clusifolia (Miq.) (Myrtaceae), Esenbeckia febrífuga (A. St.- Hill) (Rutaceae), Metrodorea stipularis(Mart.) (Rutaceae) e Allophylus semidentatus (A.St.-Hil et al.) (Sapindaceae). As amostragens foram realizadas nos meses de junho (considerado final período chuvoso) e outubro (considerado final período seco) dos anos de 2004 e 2005, na região Sul de Minas, estado de Minas Gerais, em oito fragmentos florestais de 5 a 51 ha e cafezais adjacentes. Para a extração dos ácaros, foi realizada a lavagem das folhas e, em seguida, eles foram montados em lâminas de microscopia, com o meio de Hoyer. No total, foram registrados 8.709 ácaros, sendo 7.647 nos fragmentos florestais e 1.062 espécimes nos cafezais adjacentes em 38 espécies pertencentes a 16 famílias. A família Phytoseiidae, pela análise faunística, se destacou como a mais numerosa e abundante nos ambientes estudados. Iphiseiodes zuluaguai Denmark & Muma, 1972 mostrou os melhores índices no agroecossistema cafeeiro. Nos fragmentos florestais Amblyseius herbicolus Chant, 1959, Iphiseiodes neonobilis Denmark & Muma, 1978, Leonseius regularis DeLeon, 1965 e Euseius alatus DeLeon, 1966 se classificaram como dominantes, muito abundantes, muito freqüentes e constantes. Nos fragmentos florestais de todas as dimensões estudadas e em todas as épocas de coleta, de forma geral, os fitoseídeos apresentaram destacada abundância, sugerindo que pode haver um possível deslocamento dessas espécies entre a mata e o cultivo do cafeeiro e vice-versa. A vegetação nativa hospeda ácaros predadores, inimigos naturais de ácaros-praga, que ocorrem na cultura cafeeira, o que possibilita o desenvolvimento de programas de manejo ecológico com essas áreas de vegetação natural adjacentes a agroecossistemas cafeeiros.</p>pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherUFLApt_BR
dc.subjectVegetação nativapt_BR
dc.subjectCoffea arabicapt_BR
dc.subjectAcaropt_BR
dc.subjectManejo de pragaspt_BR
dc.titleDiversidade de ácaros predadores (Phytoseiidae) em fragmentos florestais e cafezais adjacentespt_BR
dc.typedissertationpt_BR
dc.identifier.cduT 595.42:663.93-
Appears in Collections:DOUTORADO EM AGRONOMIA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TeseESTER.pdf575.36 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.