Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.uema.br/123456789/198
Title: Impacto da degradação na mata ciliar do baixo rio Mearim, periferia leste da Amazônia
Authors: Silva, Roberto Lima da
Keywords: Biomassas
Nitrogênio
Fixação biologica
Fabaceae
Composição funcional
Montrichardia
Floresta ribeirinha
Issue Date: 28-Aug-2014
Publisher: UEMA
Abstract: <p>O presente estudo descreve os impactos da degrada&ccedil;&atilde;o antr&oacute;pica sobre a biomassa, a composi&ccedil;&atilde;o estrutural e funcional das matas ciliares do baixo rio Mearim na periferia leste da Amaz&ocirc;nia, com base em dados coletados em 40 transectos que se estendem desde o leito do rio at&eacute; a terra firme e que representam quatro n&iacute;veis de degrada&ccedil;&atilde;o e diferenciam posi&ccedil;&otilde;es erosivas e sedimentares dos meandros. A biomassa a&eacute;rea foi 13 vezes menor nas &aacute;reas fortemente degradadas (FD) em rela&ccedil;&atilde;o &agrave;s florestas maduras originais (FM), devido &agrave; menor biomassa de &aacute;rvores e palmeiras grandes (&gt; 3 m), que representaram 97,4% da biomassa a&eacute;rea (viva) em FM, mas apenas 16,1% em FD. Ao contr&aacute;rio disto, houve um forte aumento na contribui&ccedil;&atilde;o na biomassa dos arbustos (+ 323%) e da vegeta&ccedil;&atilde;o herb&aacute;cea (+ 356%). Enquanto que a abund&acirc;ncia total n&atilde;o diferiu entre os n&iacute;veis de degrada&ccedil;&atilde;o, a abund&acirc;ncia das &aacute;rvores foi maior na MF e a abund&acirc;ncia dos arbustos foi maior em FD. A composi&ccedil;&atilde;o dos tamanhos individuais na vegeta&ccedil;&atilde;o mudou sistematicamente tanto da zona aqu&aacute;tica (diariamente inundadas) at&eacute; a terra firme (terras altas n&atilde;o-inundadas) e com o n&iacute;vel de degrada&ccedil;&atilde;o de FD dominado por poucos indiv&iacute;duos grandes em FM para uma distribui&ccedil;&atilde;o &plusmn; uniforme em FD. A planta aqu&aacute;tica &#39;aninga&#39; (Montrichardia arborescens e M. linifera) forma um componente de vegeta&ccedil;&atilde;o importante na zona aqu&aacute;tica, onde atinge 13,3% da biomassa e 76% da abund&acirc;ncia. A sua biomassa foi 30% e sua abund&acirc;ncia 32% menor nas margens erosivas do que nas margens sedimentares, mas n&atilde;o foi afetada significativamente pelos n&iacute;veis de degrada&ccedil;&atilde;o. Devido a essa indiferen&ccedil;a em rela&ccedil;&atilde;o &agrave; degrada&ccedil;&atilde;o e sua posi&ccedil;&atilde;o de vanguarda ideal para quebrar a energia cin&eacute;tica das ondas e correntes, a aninga &eacute; chave para os esfor&ccedil;os de controle da eros&atilde;o e restaura&ccedil;&atilde;o ciliar. Este artigo estabelece equa&ccedil;&otilde;es alom&eacute;tricas para a estima&ccedil;&atilde;o da biomassa da aninga. Outro foco desta pesquisa s&atilde;o as Fabaceae fixadoras de N2. Observamos uma alta participa&ccedil;&atilde;o das Fabaceae potencialmente nodul&iacute;feras na biomassa (25,9% da biomassa a&eacute;rea total) que n&atilde;o diferiu significativamente entre os n&iacute;veis de degrada&ccedil;&atilde;o (com a exce&ccedil;&atilde;o de menores contribui&ccedil;&otilde;es nos transectos FD), mas que foi maior nas zonas aqu&aacute;ticas (total de 78,8% da biomassa total) e diminuiu sistematicamente para 25,2% na terra firme. Altas perdas de nitrog&ecirc;nio via denitrifica&ccedil;&atilde;o nas zonas aqu&aacute;ticas e semi-aqu&aacute;ticas poderiam causar uma relativamente baixa disponibilidade de N e dar uma vantagem competitiva &agrave;s leguminosas fixadoras de N2. Assim, a FBN por Fabaceae precisa ser um componente-chave em qualquer esfor&ccedil;o de restaura&ccedil;&atilde;o de mata ciliar, chamando por mais pesquisas sobre Fabaceae e riz&oacute;bios ciliares.</p>
Description: <p>65 f</p><p>Disserta&ccedil;&atilde;o (Mestrado) &ndash; Curso de Agroecologia, Universidade Estadual do Maranh&atilde;o, 2014.</p><p>Orientador: Profa. Dra. Francisca Helena Muniz</p>
URI: http://repositorio.uema.br/123456789/198
Appears in Collections:MESTRADO EM AGROECOLOGIA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
dissertao-roberto1 (2).pdf1.84 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.